Se a negociação de Forex está estável, sempre acabamos pensando em tentar algo novo e obter um lucro extra. Entre os novos recursos disponíveis, as corretoras anunciam agressivamente os CFDs, ou Contratos por Diferença, sobre os quais também é possível encontrar gráficos no seu terminal MetaTrader.

Os contratos CFD são uma forma de negociação popular. Eles são contratos que regulam a transferência da diferença de preço de um recurso comercial quando ele é aberto e no momento em que é fechado, tudo conforme o acordo entre o comprador e o vendedor. Se o preço tiver aumentado, a diferença é paga ao comprador do contrato (diferença positiva). Caso haja redução (diferença negativa), o valor será devido ao vendedor. O prazo destes contratos não é regido pelas regras cambiais.

Contratos por diferença de preço, em diferentes variações, existem há mais de cem anos. Por isso, este tópico acaba por ser bem extenso e, na minha opinião, digno de um site separado. Neste artigo, explicarei o chamado “tops”, para que iniciantes possam ter uma ideia geral sobre o que as corretoras estão lhes oferecendo pela “fera” e como reagir a isso.

CONTRATO POR DIFERENÇA

A essência da negociação de CFD é que negociador e a corretora fazem uma espécie de aposta entre si, segundo a qual uma das partes pagará à outra a diferença entre o preço de abertura da transação e o de fechamento. Para deixar mais claro, vamos analisar o exemplo a seguir. Suponha que a taxa de câmbio de hoje seja 105 ienes por 1 dólar americano. O negociador Pete acredita que o iene subirá em relação ao dólar. Pete então assina um contrato com uma corretora para o crescimento USD/JPY. Posteriormente, duas situações podem acontecer:

  • Se o iene crescer e a taxa de câmbio for de 95 ienes por 1 dólar, a corretora terá que pagar 10 ienes ao Pete;
  • Se o iene cair e a taxa de câmbio for de 115 ienes por 1 dólar, Pete terá que pagar à corretora 10 ienes.

É importante ressaltar que o momento do fechamento do contrato e o cálculo do CFD não são definidos antecipadamente (ao contrário do que acontece com as opções binárias, onde existe um prazo fixo). Assim, vê-se que os negociadores decidem por conta própria em que ponto a transação será considerada fechada e, consequentemente, que lucro ou perda terão.

Tipos de Contrato CFD

COMMODITIES, AÇÕES, ETFs, TAXAS DE JUROS E OBRIGAÇÕES, OPÇÕES DE CFD, ÍNDICES, FOREX.

O contrato CFD pode ser feito sobre qualquer tipo de recurso, seja uma ação, um metal ou mesmo um gênero agrícola. Na maioria dos casos, as corretoras fornecem acesso aos seguintes tipos de contrato por diferença:

  • Ações de empresas conhecidas – ou seja, ações de emissores populares;
  • Índices – os índices mais populares são: S&P 500, Dow Jones, Nikkei e FTSE;
  • Metais preciosos – ouro e prata;
  • Energia – petróleo bruto e etc.

Além disso, contratos podem ser criados sobre outros recursos, como algodão, trigo, diamantes e até pares de moedas exóticas. Tudo depende da fantasia (e capacidade) da corretora.

Prós e Contras da Negociação de CFD

Assim como qualquer outro modelo de negociação, o CFD tem vantagens e desvantagens. Então, vamos avaliar ambos.

Vantagens:

  1. Ampla seleção de instrumentos para apoiadores. Os CFDs são apresentados em quase todos os instrumentos financeiros, incluindo moeda, matérias-primas, ações e etc;
  2. Pequenos negociadores podem entrar no mercado com um capital pequeno. Não é necessário muito para abrir uma transação;
  3. Custos baixos, visto que só é necessário pagar o spread, e não comissões ou impostos como acontece com a compra de ações;
  4. O valor do CFD se altera levemente quando comparado com pares de moedas. Portanto, é possível trabalhar com um período maior, o que aumenta as chances de se obter um resultado positivo;
  5. As corretoras de CFD fornecem aos negociadores instrumentos de mercados globais em uma única plataforma;
  6. Habilidade de ganhar tanto na queda quando na alta do recurso que se está negociando;
  7. Não há limites para posições curtas. De acordo com as regras de alguns mercados, um negociador assume um recurso em dívida antes de abrir uma posição curta e não faz pequenas transações em horários fixos;
  8. Transações instantâneas sem comissões e limites no dia da negociação.

Desvantagens:

  1. O scalping é raramente usado. Recursos espalhados. Ele limita negociações rápidas e não permite o recebimento de receitas com pequenas flutuações. O spread em EUR/USD no Forex é 5-15 pips, enquanto no CFD é de 2-6 vezes maior;
  2. Os CFDs são procurados por corretoras respeitáveis. O mercado possui menos regulamentações do que o de ações;
  3. Possibilidade de perda monetária devido à alta alavancagem;
  4. Se a transação for transferida para o dia seguinte, será necessário o pagamento da taxa SWAP.

Como Negociar CFDs?

COMPRA, Preço do CFD, Preço do mercado, VENDA, Lucro, Perda, VENDA

O mecanismo de negociação de contratos CFD é mais parecido com o de Forex do que com o das opções binárias, até a terminologia é a mesma. Ou seja, o negociador não ganha uma porcentagem fixa de cada transação, mas a diferença no preço que ocorreu ao longo de um período de tempo. As estratégias de negociação de CFD não são muito diferentes das de opções binárias ou da negociação de Forex (todos os mesmos modelos, indicadores e notícias são utilizados).

Assim como no Forex, existem dois preços na negociação de CFD: ASK (preço de compra) e BID (preço de venda) e não apenas uma média (como é costumeiro nas opções binárias). O processo de abertura de uma transação de CFD ocorre em quatro etapas:

  • O negociador deve escolher quando a transação será considerada aberta. Existem duas opções aqui: ou a transação será aberta imediatamente (na cotação atual), ou ela será adiada até que o cronograma atinja um determinado preço (ordem pendente);
  • Em seguida, o negociador deve escolher o tamanho do investimento (ou o número de lotes). Isto é, a quantia que está disposto a investir em uma transação;
  • Depois disso, pode-se definir uma proteção de perdas e receber as ordens de lucro. Ou seja, escolher qual lucro se deseja atingir (ou perder) para que a transação seja automaticamente fechada;
  • A última etapa é escolher o tamanho da alavancagem (ela permite que você multiplique proporcionalmente a receita potencial e os ricos da transação).

Você poderá fechar a ordem manualmente (a qualquer momento) ou esperar até que uma das ordens de proteção seja acionada. Use o Take Profit caso atinja um lucro ou uma perda especificada.

Recursos de Negociação de CFD

Apesar do fato de que abrir posições e calcular lucros não é diferente do que acontece no Forex, muitos negociadores de moedas bem-sucedidos começam a sofrer perdas ao mudarem para os CFDs, especialmente quando se trata de ações. O principal motivo por trás disso é a tentativa de se usar métodos e estratégias estabelecidos de negociação sem levar em conta as diferenças fundamentais entres os dois mercados, que são:

  1. Falta de negociação 24 horas. A negociação de commodities é contínua nas bolsas da América, Europa e Ásia, e você pode abrir um CFD a qualquer momento. Com ações, a situação é diferente: o principal fluxo de cotações e transações recai sobre o horário de negociação das bolsas de valores, como a NYSE e NASDAQ para empresas americanas. A diferença de horário pode exigir uma alteração no cronograma de trabalho estabelecido e a realização de negociações à tarde ou à noite.
  2. A importância da análise fundamental. Devido à globalidade do Forex, apenas notícias e estáticas importantes o afetam, como a taxa de desemprego, mudanças no PIB, taxas de descontos e discursos dos diretores dos bancos centrais. Notícias menos significativas, como índices de atividade comercial e demanda consumerista, também fornecem impulsos de preço, mas não mudam fundamentalmente a direção do mercado.
  3. O mercado de ações é menor. O número de participantes na bolsa de valores também é menor – a maior parte do mercado está nas mãos de grandes bancos de investimento e fundos que usam contratos de CFD para limitar e obter lucros rápidos. Tudo isso requer o processamento de uma quantidade muito maior de informação, motivo pelo qual existem negociadores que negociam, majoritariamente, ações de apenas uma empresa.
  4. Aplicação limitada de análises técnicas. O grande peso de fatores fundamentais reduz o valor das análises técnicas referentes à tomada de decisões de negociação. Isto pode ser uma surpresa desagradável para estratégias de médio e longo prazo, onde o comportamento de uma grande parte do mercado é analisado.
  5. As estratégias não funcionam. Apesar do que foi descrito no ponto anterior, não se pode dizer que a negociação de CFD não utiliza nenhuma análise técnica. Contudo, existem grupos de estratégias que oferecem apenas perdas caso haja a transferência do Forex para ações.